O planejamento é a primeira e mais importante atitude que você precisa realizar antes de começar uma reforma arquitetônica. Problemas estruturais, fissuras nas paredes, azulejos ocos ou pisos afundados precisam ser supervisionados por profissionais como um arquiteto ou engenheiro civil.

Nesta etapa, o cálculo com os gastos e a antecipação dos possíveis transtornos permite evitar erros, atrasos ou outras surpresas desagradáveis durante a execução do projeto. Uma boa ideia é utilizar os 5 P’s da construção civil como parâmetro para programação. Projeto, Preços, Prazos, Produtos e Proteção são os principais elementos que vão garantir o sucesso da sua reforma.

Neste post, de modo particular, vamos falar sobre a importância da Proteção no momento de iniciar sua obra. Un post no qual convidamos a Onsafety – Sistema de Segurança do Trabalho para escrever e falar deste assunto tão importante.

Coloque a segurança do trabalho na planilha de planejamento.

Analise o local, as atividades que serão desenvolvidas e seus respectivos riscos durante o trabalho. Avalie tudo que possa ser realizado para melhorar as condições de trabalho dos funcionários pensando na produtividade, eficiência e segurança. Inclua no orçamento da obra os materiais necessários para prevenção de acidentes.

O planejamento é a primeira e mais importante atitude a ser tomada

O investimento e uso adequado dos Equipamentos de Proteção Coletiva (EPCs) e Equipamentos de Proteção Individual (EPI) permitem evitar custos desnecessários gerados por acidentes, ações na justiça e contas com despesas médicas. Além disso, a segurança no canteiro de obras é indispensável para evitar incidentes que possam a vir atrasar ou até mesmo paralisar sua reforma.

Cada trabalhador tem o direito e o dever de ter seu próprio EPI; cujo uso é individual e não pode ser compartilhado. O empregador é obrigado por lei a fornecer equipamentos de segurança para seu funcionário e ao mesmo tempo tem o direito de demitir o funcionário caso este esteja se recusando em utilizar os EPIs fornecidos sem justificativa apropriada.

Conscientize a sua equipe de trabalho.

Treine e incentive seus colaboradores para que tenham atitudes preventivas no canteiro de obras antes de executar qualquer atividade. Pesquisas indicam que antes de um acidente ocorrer cerca de 600 falhas já ocorreram anteriormente em decorrência de atos inseguros. Segundo a OMS, 96% dos acidentes de trabalho poderiam ter sido evitados através de simples medidas preventivas.

O manuseio incorreto de máquinas e ferramentas e a utilização inadequada de EPI podem causar lesões e acidentes graves. Somente funcionários capacitados devem ser indicados para operar máquinas e ferramentas.

Defina os procedimentos de segurança.

A disciplina é importante para manter a organização e a ordem quanto às normas de segurança. Leve a sério a prevenção de acidentes no canteiro de obras. Faça correções e ajustes sempre que necessário. De modo geral, esteja atento a alguns fatores que irão facilitar a implantação da segurança em cada etapa do trabalho.

1) Mantenha o canteiro de obras limpo e sem acúmulo de entulhos.

2) Organize ferramentas, equipamentos e materiais de trabalho.

3) Controle materiais e EPIs conforme cronograma para evitar falta ou acúmulo destes itens.

4) Siga a programação do cronograma para evitar estresse.

5) Supervisione o andamento da obra sempre pensando na prevenção como um fator contínuo e educativo.

Os riscos de acidentes, tanto de funcionários como de pessoas que transitam nfo local, são reduzidos se os materiais e ferramentas forem armazenados corretamente.

No ato da contratação dos funcionários coloque as condições de segurança no contrato, mesmo se for uma obra pequena. Lembre-se que o planejamento e a organização, além de segurança, trazem economia para sua reforma.

Normas de segurança do trabalho na construção civil.

As Normas Regulamentadoras – NR são leis relacionadas à segurança e medicina do trabalho. O cumprimento das orientações legais fica sob a responsabilidade das empresas privadas, públicas e pelos órgãos públicos que possuem empregados regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho – CLT.

O não cumprimento destas normas acarretará ao empregador a aplicação das penalidades previstas na legislação pertinente. As duas principais Normas Regulamentadoras aplicadas na construção civil são:

Norma NR-18: Condições e meio ambiente de trabalho na indústria da construção.

Norma NR-35: Trabalho em altura.

Monitore os riscos de acidentes no canteiro de obras.

Esteja sempre que possível no local verificando se tudo está sendo aplicado da forma correta. Nada de improvisos e “ajustes técnicos” (gambiarras) quando o assunto é segurança. Um, dentre os 4 acidentes mais comuns na construção civil, é a queda de materiais como tijolos, azulejos, blocos e outros. Oriente o funcionário para evitar transitar por áreas com cargas suspensas e manter distância de içamentos.

Verifique também se os andaimes estão adequados de acordo com a norma vigente NR 35 e em bom estado de conservação. Isole os locais de riscos de queda e soterramento através de sinalização.

O uso de EPIs e o uso de equipamentos de proteção coletiva (EPCs) como plataformas de segurança, guarda-corpo e telas de proteção são indispensáveis na construção civil. Abaixo listamos os EPIs e EPCs que geralmente são utilizados.

Principais EPIs utilizados na construção civil
EquipamentoPrevenção
Capacete

 

Proteção contra o impacto causado pela queda de materiais de construção.
Óculos de SegurançaProteção contra partículas que podem atingir os olhos durante o trabalho.
Calçado de SegurançaProteção dos pés contra perfurações, quedas de objetos e escorregões.
LuvasProteção contra risco de cortes e evitam o contato direto das mãos com materiais que podem causar alergias na pele.
Protetor auditivoAmeniza a exposição ao ruído que pode prejudicar a audição ao longo do tempo.
RespiradorProteção contra a poeira e produtos químicos que podem afetar as vias respiratórias.
Cinto de Segurança tipo ParaquedistaProteção nos trabalhos em altura. Possuem dispositivos para conexão em sistemas de ancoragem fixos que são capazes de sustentar o trabalhador em caso de quedas.

 

Principais EPCs na construção civil
EquipamentoPrevenção
Tapumes

 

Anteparo instalado para proteger quem está do lado de fora. Limita e isola o local da execução da obra.
Plataformas

 

Instaladas entre os pavimentos para evitar  que objetos caiam diretamente no solo e atinjam algum trabalhador.
Sinalização.Placas, cones, cavaletes, sinais sonoros, biombos, fitas, correntes, telas e redes isoladoras que sinalizam áreas restritas e alertam sobre o trânsito e uso de máquinas e equipamentos.
Extintores de incêndio

 

Combatem princípios de pequenos incêndios evitando a propagação do fogo.


Programa de Condições e Meio Ambiente de Trabalho na Indústria da Construção – PCMAT

A NR 18 exige a elaboração do PCMAT pelos estabelecimentos com 20 trabalhadores ou mais. O empregador fica sujeito à fiscalização e deve providenciar a ART PCMAT ((Anotação de Responsabilidade Técnica PCMAT) assinada por um profissional habilitado com registro no sistema Crea/Confea.

O PCMAT é um conjunto de recomendações que estabelece diretrizes de ordem administrativa, de planejamento e de organização com o objetivo de implantar medidas de controle e prevenção nos processos. O documento garante condições apropriadas para que a equipe de trabalho tenha um ambiente seguro para desempenhar suas tarefas.

Segurança do trabalho em reformas arquitetônicas

A segurança do trabalho em reformas deve ser bem planejada. Os funcionários precisam ser bem treinados e informados quanto aos procedimentos de trabalho definidos. Desta forma, as medidas de proteção são implantadas e executadas de modo satisfatório e os riscos de acidentes são amenizados. Evitar acidentes significa economia com gastos gerados por multas, ações na justiça e despesas médicas. Além disso, a segurança no canteiro de obras significa otimização do tempo, uma vez que acidentes podem gerar  atrasos e até mesmo paralisação da sua reforma.